AOS 31 ANOS, IN VITRO APOSTA NO PADRÃO DE QUALIDADEE NO “RESPEITO, HONESTIDADE E TRANSPARÊNCIA”

Atual CEO da In Vitro Diagnóstica, e com 14 anos na área de diagnóstico e desenvolvimento em diferentes segmentos,
Paulo Henrique Soares é o entrevistado de LaborNews deste mês. Nas palavras que seguem, detalha o atual momento da
empresa em seus 31 anos de vida, solidificando como indústria brasileira especializada no desenvolvimento, fabricação e
comercialização de soluções para diagnóstico in vitro, explica a preparação da In Vitro para enfrentar novas doenças com
“um diagnóstico seguro, preciso e rápido” e aposta no crescimento da empresa no setor: “Daqui há cinco anos pretendemos ter
o mais completo portfólio de diagnóstico in vitro do mercado”, diz ele, que também é vice-presidente na Anbiotec – Associação
Nacional de Biotecnologia e Ciências da Vida.
César Hernandes
LaborNews – Como a In Vitro está inserida no mercado de diagnósticos?
Paulo Soares – A In Vitro é reconhecida desde a sua fundação pela qualidade
dos seus produtos e serviços, e tem tradição por ser uma empresa inovadora.
Temos orgulho de termos sido a indústria brasileira pioneira no desenvolvimento
de reagentes líquidos e prontos para uso em automação, e na instalação da produção
de testes rápidos no Brasil. Fomos ainda a primeira indústria brasileira a comercializar
equipamentos automatizados para bioquímica e ELISA. Recentemente, os
gestores da empresa decidiram dar um passo bem ousado e inovador, assumindo
o controle de toda a organização, fortalecendo seu comprometimento e senso de
pertencimento. Esta iniciativa não apenas demonstra coragem, mas confiança no
potencial da organização ao refletir um compromisso genuíno com seu sucesso a
longo prazo. Esta ação tem sido decisiva para o fortalecimento e estreitamento dos
relacionamentos e negócios com parceiros e clientes, assim como para a criação de
oportunidades inovadoras.

LaborNews – E são 31 anos…
Paulo Soares – Sim. Após 31 anos mantemos o legado de continuar inovando e
garantindo a qualidade dos nossos produtos e serviços como principal pilar da nossa
estrutura. Além disso, o respeito, honestidade e transparência no relacionamento
com colaboradores, parceiros e clientes são os maiores valores da In Vitro.

LaborNews – Qual a principal área de atuação da In Vitro no mercado?
Paulo Soares – A In Vitro é uma indústria brasileira especializada no desenvolvimento,
fabricação e comercialização de soluções para diagnóstico in vitro. Contamos
com um portfólio com mais de 500 produtos, reagentes e equipamentos, para atender
laboratórios de pequeno, médio e grande porte, tanto na linha humana e veterinária.
Podemos dizer que a nossa maior atuação e representatividade é nas linhas de
bioquímica, hemostasia, íons seletivos, hematologia, testes rápidos e POCT FIA.

LaborNews – Quais são os principais produtos da In Vitro para os testes rápidos?
Paulo Soares – Atualmente os principais produtos da In Vitro na linha de teste
rápido são os infecciosos, infectocontagiosos e marcadores tumorais. Temos atuado
no mercado privado e público com produtos de enorme importância à saúde e
atenção governamental, dentre eles destacamos Covid-19, HIV, Sífilis, HBsAg, HCV,
Dengue (NS1 e IgG/IgM) e Sangue Oculto. Na pandemia reafirmamos o nosso compromisso
de contribuir com a saúde pública e logo no início da pandemia, maio de
2020, começamos a comercializar os primeiros testes de Covid-19 no Brasil.

LaborNews – Qual a capacidade logística da empresa para atender em todo país?
Paulo Soares – A In Vitro possui uma cadeia logística capaz de atender com
rapidez e segurança os clientes em todo o Brasil, garantindo a estabilidade e confiabilidade
dos resultados de seus produtos. Para ampliar esta atuação, a In Vitro conta
com uma rede de distribuidores presente em todos os estados do Brasil.

LaborNews – A empresa já atende clientes na América Latina?
Paulo Soares – A In Vitro tem parceria com distribuidores em vários países, e essa
construção se deve a relação internacional através da Human, marca alemã presente
em mais de 170 países, um dos nossos principais fornecedores. Atualmente estamos
presente em cinco países. E para 2024 há previsão de ampliar para outros países.
LaborNews – Quais são as novidades em produtos para as linhas humana e
veterinária?
Paulo Soares – Esta pergunta é o que o mercado mais deseja saber, especialmente
os concorrentes que têm admiração pela In Vitro e buscam seguir os nossos
passos, contudo os próximos lançamentos serão divulgados com exclusividade no
encontro anual com os nossos distribuidores durante o “Imersão 2024”, que acontecerá
em março e posteriormente divulgaremos para o mercado. Contudo, posso
dizer que teremos novidades.

LaborNews – Como a empresa está se preparando para enfrentar diversas
doenças que estão voltando ao país?
Paulo Soares – Estamos sempre atentos às movimentações na área da saúde e
próximos a instituições de pesquisa no Brasil e em outras partes do mundo. Mais do
que sair na frente, o nosso principal objetivo é oferecer um diagnóstico seguro, preciso
e rápido, no caso de qualquer nova, reincidente ou recorrente doença. A nossa
fábrica em Itabira, localizada em uma área de quase 17.000 metros quadrados, conta
com um parque tecnológico e produtivo equipado e em constante atualização
para atender a todos os tipos de demanda atuais, com capacidade de expansão
para as novas (doenças) que possam surgir.

LaborNews – Como a In Vitro estará daqui há cinco anos? É possível prever?
Paulo Soares – Daqui há cinco anos pretendemos ter o mais completo portfólio de
diagnóstico in vitro do mercado e ampliar nosso reconhecimento pela qualidade, inovação
e excelência dos produtos e serviços. Temos trabalhado para continuar a ser referência
no mercado de diagnóstico in vitro e contribuir com as melhores soluções de
saúde, afinal temos o compromisso de cuidar do futuro ao preservar à vida e à saúde.